Pular para o conteúdo

São José, o Guarda da Sagrada Família

março 16, 2011

No dia em que se inicia o Tríduo de São José temos a alegria de inaugurar este Blog.

Que Deus nos ajude a fazer deste espaço um local de reflexão e aprendizado.

Vamos começar, portanto, contando a história do nosso padroeiro:

Pouco conhecemos sobre a vida de São José; unicamente as rápidas referências transmitidas pelos Evangelhos. Este pouco, no entanto, é o suficiente para destacar seu papel primordial na história da salvação.

José é o elo de ligação entre o Antigo e o Novo Testamento. É o último dos patriarcas. Para destacar este caráter especial de José, o evangelho de São Mateus se apraz em atribuir-lhe “sonhos”, à exemplo dos grandes patriarcas, fundadores do povo judeu (Mt 1,20-24; 2,13-19). A fuga de José com sua família para o Egito repete, de certa forma, a viagem do patriarca José, para que nele e em seu filho Jesus se cumprisse o novo Êxodo (Mt 2,13-23; Os 11,1; Gn 37; 50,22-26).

A missão de José na história da salvação consistiu em dar a Jesus um nome, fazê-lo descendente da linhagem de Davi, como era necessário para cumprir as promessas.

Sua pessoa fica na penumbra, mas o Evangelho nos indica concisamente as fontes de sua grandeza interior: era um “justo” (Abraão tinha buscado seis justos na cidade e não os tinha achado);de uma fé profunda, inteiramente disponível à vontade de Deus, alguém que “esperou contra toda esperança”.

Sua figura quase desapareceu nos primeiros séculos do cristianismo, para que se firmasse melhor a origem divina de Jesus. Mas já na Idade Média, São Bernardo, Santo Alberto Magno e São Tomás de Aquino lhe dedicaram tratados cheios de devoção e entusiasmo. Desde então, esta devoção só tem feito crescer continuamente. Pio IX declarou-o padroeiro da Igreja universal com o decreto Quemadmodum Deus; Leão XIII, na encíclica Quamquam Pluries, propunha-o como advogado dos lares cristão. Em nossos dias foi declarado modelo dos operários.

Fonte: http://www.acidigital.com

Anúncios
17 Comentários leave one →
  1. Dayane Wolhers De Souza Monteiro permalink
    março 16, 2011 7:58 pm

    Muito legal,São José
    é o nosso grande intercessor
    Parabéns nossa Capela
    que amo tanto!São José merece
    esse site

  2. João Moreira permalink
    março 16, 2011 9:32 pm

    Parabéns aos criadores deste blog, que será de grande utilidade para a evangelização.

    joão

  3. JOSE LIMA permalink
    março 17, 2011 2:58 am

    Amigos, paz e bem!

    Excelente a inciativa de criar este Blog da Capela São José, que nos é apresentado nesta época tão especial da caminhada comunitária.
    Muito importante esta forma de comunicação e diálogo entre os fiéis e a Igreja em todas suas dimensões.
    Parabéns, que o Senhor abençoe e inspire a todos ainda mais!

    José Lima

  4. Norival Leite permalink
    março 17, 2011 10:45 am

    Parabéns André! Evangelizar e conscientizar é preciso!

  5. Lourde Carvalho permalink
    março 18, 2011 3:21 am

    Ficou diiiimaisss.. Parabens tenho certeza que você é um dos filhos mais querido por São José. Eu te admiro muito pelo seu jeito, e em especial pelo carinho que tens com o que é Sagrado. Você é um exemplo de pessoa e postura admiravel. Eu me sinto muito agraciada por ter sua amizade e atenção.. Meu muito obrigado por tudo, que Deus derrame muitas benção em sua vida. e que São José sempre interceda a Deus por você e por toda sua familia. Beijo no seu coração..

    Lourdes Carvalho

  6. Norival Leite permalink
    março 18, 2011 10:07 am

    Olá queridos irmãos internautas da Capela São José. Hoje li algo que me comoveu profundamente e partilho com todos: “QUANDO O HOMEM APRENDER A RESPEITAR ATÉ O MENOR SER DA CRIAÇÃO, SEJA ANIMAL OU VEGETAL, NINGUÉM PRECISARÁ ENSINA-LO A AMAR SEU SEMELHANTE” Albert Schwweitzer – Prêmio Nobel da Paz – 1954.

  7. Norival Leite permalink
    março 21, 2011 11:11 am

    Este é um dos Hinos mais lindos já elaborados em campanhas da fraternidade!
    1. Olha, meu povo, este planeta terra:
    Das criaturas todas, a mais linda!
    Eu a plasmei com todo amor materno,
    Pra ser um berço de aconchego e vida. (Gn 1)

    Nossa mãe terra, Senhor,
    Geme de dor noite e dia.
    Será de parto essa dor?
    Ou simplesmente agonia?!
    Vai depender só de nós!
    Vai depender só de nós!

    2. A terra é mãe, é criatura viva;
    Também respira, se alimenta e sofre.
    É de respeito que ela mais precisa!
    Sem teu cuidado ela agoniza e morre.

    3. Vê, nesta terra, os teus irmãos. São tantos…
    Que a fome mata e a miséria humilha.
    Eu sonho ver um mundo mais humano,
    Sem tanto lucro e muito mais partilha!

    4. Olha as florestas: pulmão verde e forte!
    Sente esse ar que te entreguei tão puro…
    Agora, gases disseminam morte;
    O aquecimento queima o teu futuro.

    5. Contempla os rios que agonizam tristes.
    Não te incomoda poluir assim?!
    Vê: tanta espécie já não mais existe!
    Por mais cuidado implora esse jardim!

    6. A humanidade anseia nova terra. (2Pd 3,13)
    De dores geme toda a criação. (Rm 8,22)
    Transforma em Páscoa as dores dessa espera,
    Quero essa terra em plena gestação!

  8. Jair Costa permalink
    março 21, 2011 1:05 pm

    Parabéns André e equipe Pascom pelo blog!
    Deus os abençoe e ilumine sempre!
    Pe Jair – Pároco da Paróquia N Sra Aparecida – Cocaia

  9. Roseli Gomes permalink
    março 22, 2011 11:13 am

    Parabéns André por tudo que você ilumina nesta Capela São José.
    Paz em Cristo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: